Como funciona carência dos planos de saúde na gravidez

By | fevereiro 13, 2015

O período da gravidez  é um dos mais importantes para qualquer mulher. Os cuidados, desde o início da gestação devem ser máximos. Porém, às vezes a seguinte dúvida paira sobre a cabeça de quem é beneficiário de um plano de saúde: como funciona a carência dos planos de saúde na gravidez?

carência dos planos de saúde na gravidez

Tudo depende do planejamento

Em relação à carência dos planos de saúde na gravidez, é preferível que certo planejamento. Isso porque, a carência para partos, com exceção de partos prematuros, é de 300 dias. Então, é bom realizar a adesão deve ser realizada 10 meses antes, por garantia. Isso traz comodidade e evita o gasto desnecessário e exagerado em serviços particulares. Os partos prematuros são considerados casos de urgência, que podem ser atendidos 24 horas depois da contratação do plano.

Uma gestação planejada pode ser melhor atendida. Os exames e consultas necessários no pré-natal, incluindo o ultrassom necessário no terceiro mês, devem ser cobertos sem problema, dentro também de prazos de carência pré-estipulados em contrato. Se a gravidez preceder a adesão ao plano, pode-se negociar a redução de carência se necessário, porém,  a operadora não é obrigada a realizá-la. Além disso, o anestesista pode cobrar particularmente por seus serviços.  É importante verificar quais procedimentos são cobertos pelo plano contratado.

Carência dos planos de saúde na gravidez: inclusão de dependente

Agora que a questão da carência dos planos de saúde na gravidez está mais clara, vamos falar de outra coisa: a inclusão do dependente recém-nascido em seu plano com ausência de carência. É definido pela ANS o prazo máximo de 30 dias após o nascimento para que a criança seja beneficiada com esta isenção. Caso esse período expire, a operadora pode estipular a carência para o novo beneficiário.

Se você ainda tem alguma dúvida em relação a atendimentos que devem ser obrigatoriamente cobertos pelas empresas que oferecem planos de saúde, acesse o portal da ANS, no Espaço do Consumidor e confira informações sobre seus direitos enquanto consumidor. Exija que eles sejam cumpridos para que seu filho tenha o melhor tratamento, desde o início de sua formação

 

Deixe uma resposta