LER e DORT: Saiba mais sobre esses distúrbios

By | fevereiro 10, 2015

Antes de mais nada, vamos aos termos: LER é uma Lesão por Esforço Repetitivo, e DORT é um Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho. É importante entender que LER e DORT nem sempre são a mesma coisa. Somente quando a primeira é a causada pela execução de um trabalho. Um exemplo são as lesões muitas vezes presentes em funcionários de linhas de produção manual em fábricas.

LER e Dort – Causas e sintomas

Esses problemas atingem milhares de trabalhadores por ano, principalmente na área informatizada, e, como o nome já diz, aparece quando é realizado um esforço repetitivo excessivo nas funções exercidas no dia-a-dia que afetam os músculos e estrutura óssea, seja durante atividades diárias ou no trabalho (no caso do DORT). São vários os tipos de LER e DORT, como a tendinite (inflamação crônica nos tendões) e tenossinovite (inflamações nas bainhas dos tendões).

Uma LER/DORT pode ser percebida por cansaço, formigamento, dor na coluna, insônia, entre outros, em uma área do corpo muito utilizada em alguma atividade.

Prevenção e tratamento

Se as as lesões são ligadas a atividades de risco no trabalho, a prevenção deve ser tomada como compromisso da empresa, que deve retirar seu funcionário dessa situação. Ao sentar, a postura ereta, com as costas totalmente encostadas no apoio e sem tensionamentos, além de pequenas pausas durante o serviço ajudam e muito na prevenção. No caso do distúrbio ser causado por falta de cuidado do empregado com a ergonomia (como a postura na hora de digitar), basta se reeducar quanto a isso para evitá-los. Outra maneira é fazer exercícios regularmente, como esses:

LER e DORT

Já os tratamentos para LER e DORT podem ser feitos de várias maneiras, dependendo do estágio da lesão. Com o acompanhamento de um médico, deve-se solicitar tratamentos fisioterapêuticos, psicológicos acupuntura e remédios anti-inflamatórios pré-indicados. Em distúrbios estágio muito evoluído da doença, muitas vezes é recomendada a substituição da fisioterapia por hidroterapia, pois ela traz melhores resultados nesses casos. Caminhadas regulares estimulam a liberação de endorfina, e aliviam a dor. Não hesite em solicitar tratamentos, e se caso tiver contrato com algum plano de saúde, verifique se o produto cobre esses procedimentos.

Deixe uma resposta