Prevenir doenças através do aleitamento materno

By | março 12, 2015

O fortalecimento do laço entre a mãe e o recém-nascido é extremamente importante para o desenvolvimento do bebê. A partir dele, até mesmo a personalidade da criança pode ser formada. Esse é um processo que deve ser tomado como prioridade pela mãe na hora de criar seu filho. A melhor maneira de criar essa aproximação é o aleitamento materno. Além disso, existem muitas outras vantagens nessa prática. Uma delas é a prevenção de problemas na saúde do bebê. É possível, por exemplo, prevenir doenças através do aleitamento materno.

Prevenir doenças através do aleitamento materno

Como é possível prevenir doenças através do aleitamento materno?

O período essencial de amamentação, segundo a Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba), é de seis meses. Com isso, é possível prevenir doenças através do aleitamento materno e viabilizar uma vida mais saudável à criança. Manter essa prática da maneira correta pode evitar a hipertensão, diabetes e obesidade. Aliás, no geral, uma criança amamentada por tempo suficiente, tem o sistema imunológico intensificado e o risco de infecções é muito menor.

O leite materno tem os nutrientes necessários para a criança, e isso ajuda a evitar doenças como rinite, asma e dermatite. A cada fase do bebê, o leite se “adapta” às novas necessidades do recém-nascido, fazendo  com que ele cresça mais resistente. Outra característica benéfica da amamentação é a possibilidade de aumento cognitivo da criança e do desempenho escolar.

A mãe que mantém esse hábito corretamente, durante os seis meses de desenvolvimento do bebê também se beneficia, podendo diminuir o risco de desenvolver artrite reumatoide, osteoporose e esclerose múltipla. O aleitamento, além disso, evita o câncer de mama e nos ovários.

É possível concluir que além de prevenir doenças através do aleitamento materno, é possível gerar vários benefícios para mãe e filho, tanto no desenvolvimento dos laços mais importantes para o fortalecimento da família, quanto no bem-estar dos dois desde o nascimento da criança. É preciso não somente amamentar regularmente, mas fazer do leite materno o alimento exclusivo do bebê durante o  primeiro meio ano de vida, para que os bens citados acima sejam completos.

Deixe uma resposta